Atualizado em: 27/03/2020 Às 15h

Devido aos desdobramentos da crise causada pelo Coronavírus, a Rede Mulher Empreendedora vai reunir e trazer para você, empreendedora, as últimas notícias e como elas podem alterar a sua realidade e de seus negócios.

INFORMAÇÕES

27 de março

A Câmara dos Deputados aprovou ontem um projeto que destina R$ 600 a toda pessoa que comprovar não ter renda, por pelo menos três meses. Mães que comandam sozinhas famílias podem receber duas cotas, totalizando R$ 1.200. Ainda será preciso aprovação no Senado. Nas previsões do governo, o benefício irá atingir 24 milhões de pessoas. A campanha Renda Básica que Queremos, que conta com o apoio de inúmeras empresas e economistas, avalia que pelo menos 77 milhões de brasileiros precisarão de uma ajuda assim.
Acesse o link para mais informações



26 de março

Depois de terem várias regras flexibilizadas pelo governo e receberem o desbloqueio de R$ 68 bilhões em seus caixas pelo Banco Central, os principais bancos do país já anunciam medidas para facilitar o crédito aos seus clientes nos próximos meses. A intenção é amenizar a quase encomendada dificuldade financeira por que várias famílias e empresas devem passar enquanto o país se tranca para se proteger do avanço da epidemia de coronavírus.
Além de alterações nos horários de funcionamento das agências e fortalecimentos de canais digitais, os cinco principais bancos do país – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco e Santander – já confirmaram medidas de prorrogação de dívidas a seus clientes. São pessoas e empresas que não serão considerados inadimplentes caso façam isso, o que as livra dos processos de negativação do nome a que, em outras situações, esse atraso poderia levar. Mais informações no link a seguir


25 de março

Diante da dificuldade para reunir dados e preencher o formulário para declarar Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, defendeu hoje a prorrogação do prazo de entrega da declaração por 90 dias. O prazo original é de 30 de abril. 
Mais informações aqui







20 de março

Logo após depois de passar pela Câmara dos Deputados, um pedido do governo para decretar calamidade pública foi avaliado e aprovado pelo Senado. O decreto dispensa o governo de atingir a meta fiscal prevista para o ano e permite que se gaste mais do que o previsto para desafogar milhões de pessoas e amenizar a crise causada pelo Coronavírus.
São previstas várias ações, entre elas alteração da cobrança do Simples Nacional, voucher mensal de R$ 200,00 para pessoas trabalhadores de baixa renda que sejam informais, autônomos e desempregados que não recebem nenhum outro benefício, como seguro-desemprego e Bolsa Família. Ambas ações ainda não estão valendo.
Confira mais informações aqui

Direitos das empreendedoras em situação de calamidade pública

Sabemos que você, assim como outras milhões de mulheres que têm negócios, algumas delas sustentam suas famílias com essa renda, não estavam esperando essa avalanche causada por um vírus, o COVID-19. Nem a gente. 
O Senado avaliou um pedido do governo e decretou hoje estado de calamidade pública. A solicitação já passou pela Câmara dos Deputados e foi aprovada, o que torna possível executar a Lei de Responsabilidade Fiscal, que dispensa o governo de atingir a meta fiscal prevista para o ano em caso de calamidade pública. Assim, o uso de recursos da União para desafogar milhões de pessoas e amenizar a crise causada pelo Coronavírus será facilitado.
Para ver os seus direito CLIQUE AQUI

26 de março

Entre as iniciativas para minimizar os impactos da crise causada pelo coronavírus está uma linha de crédito emergencial para as micro e pequenas empresas – MPEs. A linha é uma iniciativa da Comissão Econômica do Governo do Estado de São Paulo e os créditos serão liberados por meio do Banco do Povo e Desenvolve SP – O Banco do Empreendedor. De acordo com o Governo Estadual, os R$ 500 milhões a serem disponibilizados com crédito emergencial incluem ainda um pacote especial para as empresas dos setores de Turismo, Viagens, Economia Criativa e Comércio. Veja as condições no link



26 de março

Alguns setores já receberam medidas de suporte: segundo Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), a cobrança de aluguel dos lojistas será adiada para o fim da crise; Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) tenta negociar alternativas junto aos governos federal, estadual e municipal; a associação também está conversando com os aplicativos de entrega para que eles reduzam a taxa que cobram dos restaurantes pelo uso da plataforma;
Empresas como Apponte.me, Hybank, Consolide Registro de Marcas, Sucellos, Stone, iFood e Banco do Brasil estão oferecendo seus serviços, mentorias, acesso a crédito de forma gratuita ou com valores diferenciados. Aproveite!Acesse o link e confira mais informações





25 de março

Diante da dificuldade para reunir dados e preencher o formulário para declarar Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, defendeu hoje a prorrogação do prazo de entrega da declaração por 90 dias. O prazo original é de 30 de abril. 
Mais informações aqui








Orientações básicas para as empresas

O impacto da pandemia do coronavírus extrapola os danos à saúde da população, trazendo consequências diversas para toda sociedade. Trata-se de situação inesperada e imprevisível, de modo que qualquer orientação jurídica apresentada parte de princípios vigentes, norteando-se pelo bom senso e razoabilidade.  Neste cenário as EMPRESAS devem ficar atentas aos cuidados e ciente de algumas poucas alternativas que tem para minimizar os esperados prejuízos, contando conosco na busca de opções para dirimir os problemas.
Para ver as orientações básicas CLIQUE AQUI 

RECOMENDAÇÕES

Devido a crise causada pelo Coronavírus, a Rede Mulher Empreendedora reunir as principais duvidas das empreendedora e criou FAQ para orientar as empreendedoras nesse momento, CLIQUE AQUI e para ter acesso ao faq.

  • Aproveite o tempo para planejar estratégias para que seu negócio não pare e foque na retenção de clientes e colaboradores. Este guia da Agência de Bolso tem um bom resumo de ações que você pode tomar neste momento, também dicas do que não fazer. Acesse saiba mais! 




  • Pensando na necessidade de oferecermos para a população um canal de apoio psicológico, a Vittude criou um programa de atendimento com valores sociais! A ideia é que os psicólogos possam apoiar a população nesse momento de isolamento social e angústia causada pelo Coronavírus! https://www.diariodaquarentena.com/sozinhos-nunca/



  • Diante do avanço do Covid-19 no Brasil, o movimento voluntário UniãoSP reuniu organizações do terceiro setor, o Governo do Estado de São Paulo e Prefeituras para fortalecer o combate ao vírus e suas consequências direcionando recursos privados, de maneira coordenada, para as comunidades mais vulneráveis aos efeitos da pandemia. Uma das primeiras ações do UniãoSP, o Fundo Emergencial de Apoio à População Ameaçada pelo COVID-19 vai captar recursos privados, comprar e distribuir produtos, de acordo com a demanda do momento da pandemia. Saiba mais em
  • A YCL anunciou que vai manter a realização do Curso YCL Brasil deste primeiro semestre, no formato totalmente online. Já utilizam este formato para jovens de fora de São Paulo, e atividades presenciais serão realizadas assim que possível. Também reduziram os preços e estão captando para aumentar o número de bolsas oferecidas nesse momento. Inscrições abertas até 12 de abril! Para saber mais acesse: https://www.youthclimateleaders.org/cursobrasil

  •  A Trilha Empreendedora conta com conteúdos exclusivos e gratuitos disponíveis para smartphone, tablet e computador. São mais de 60 videoaulas que abordam temas importantes para o dia a dia das empreendedoras, como negociação, finanças, vendas e muito mais! O melhor conteúdo sem sair de casa. Acesse:  https://trilhaempreendedora.rme.net.br/ .