COM DÚVIDAS SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DO SEU NEGÓCIO NESTE ÉPOCA DE COVID-19? 

A RME RESPONDE ÀS PRINCIPAIS QUESTÕES PARA TE AJUDAR E ORIENTAR.

1 – O movimento do meu negócio parou. Qual é a melhor estratégia para recuperar vendas?

A pandemia infelizmente vai gerar dificuldades na economia. A maioria da  população está consumindo apenas o essencial, como alimentos e produtos de higiene e limpeza.  Se você não atua nesses segmentos, um caminho é buscar antecipar vendas futuras, oferecendo melhores condições de pagamento e até descontos, assim você tenta segurar um pouco o seu caixa. 

2 – Como devo agir com a atual crise econômica gerada pelo COVID-19?

A primeira coisa a se fazer é olhar para o seu negócio e organizar as contas. Tenha a plena noção de todas as suas despesas, entendendo quais são as receitas que entram e quais são as despesas que saem. Para isso, é importante separar os gastos da sua empresa com os gastos pessoais. Crie planilhas de controle ou até um caderno e organize as informações, assim será muito mais fácil avaliar o que pode ser cortado ou o que pode ser reduzido, melhorando a saúde financeira da sua empresa. 

3 – Nunca atuei com vendas online. Como faço para aproveitar esse ambiente digital?

Devido às restrições de mobilidade impostas em algumas cidades para conter a pandemia do COVID-19 (Coronavírus), muitos negócios têm migrado para os ambientes online. As vendas nas redes sociais, por exemplo, ajudam a manter o fluxo comercial da empresa. Outra opção é explorar o potencial dos marketplaces. A RME dispõe de um espaço exclusivo e gratuito para você: rme.net.br/marketplace-rme

Mas lembre-se de que alguém terá de levar o seu produto até o cliente de forma segura e rápida. Por isso, avalie bem seus parceiros e veja se esses novos custos estão dentro do seu orçamento ou dentro do preço que você estabeleceu. 

4 – Com a queda nas vendas, provavelmente terei de reduzir custos. Como consigo fazer isso sem prejudicar o negócio?

Reduzir custos é a melhor saída em épocas de crises. Mas precisamos tomar cuidado para que esses cortes não afetem a qualidade do produto ou do serviço. Comece reduzindo ou cortando todas as despesas possíveis e que não impedirão que seu negócio continue funcionando. Se não puder eliminar essas despesas, negocie com fornecedores ou procure novos parceiros comerciais. O mesmo vale para seu compromissos financeiros: negocie dívidas, prazos de pagamentos, aluguéis. É claro que estamos todos no mesmo barco. Portanto, seus parceiros comerciais também estão passando por dificuldades. Mas sempre vale a pena sentar, conversar e negociar.  

5 – Negociar dívidas com bancos pode ser uma alternativa?

Sem dúvida. Muitos bancos estão postergando dívidas e aumentando prazos de pagamento. Mas não existe uma regra definida para isso. Portanto, converse com o gerente de sua conta e tente encontrar uma solução que seja benéfica para você.

Outra opção para pagar dívidas e até para investir no negócio pode ser o empréstimo de dinheiro com juros mais baixos. Devido à crise, algumas instituições financeiras – como Caixa Econômica Federal, SP Negócios, Banco do Povo – abriram linhas de crédito especiais. Avalie se o seu negócio é elegível e faça as contas com cuidado. 

6 – Desligar meus colaboradores é uma boa saída?

Não, pois quando a crise passar você terá que contratar novos profissionais. E isso custa tempo e dinheiro. Além disso, haverá a fase de adaptação e treinamento dos novos funcionários, e isso pode afetar o dia a dia do negócio. Tente manter sua equipe. Uma saída é conceder férias para alguns, dentro do determinado em lei. Desligar colaboradores é a última opção.

7 – Sou de uma grande empresa e quero ajudar os pequenos negócios. O que devo fazer?

Ajuda é sempre bem-vinda. Ainda mais agora. Diante deste cenário, há algumas ações que podem beneficiar a economia do país: compre de uma empreendedora; postergue eventos, mas não os cancele, pois a perspectiva de futuros negócios é fundamental para o ânimo do negócio. Se possível, antecipe pagamentos e compras – isto ajuda muito o fluxo de caixa das pequenas empresas lideradas por mulheres. 

Paralelamente, você pode se inscrever para ser mentora de mulheres empreendedoras. Inscreva-se em http://bit.do/Palestras_Mentorias_RME e apoie as ações do Instituto RME (https://institutorme.org.br/) com mulheres em situação de vulnerabilidade social, realizando doações diretamente na conta banco 341, agência 9357, conta 18303-8 CNPJ: 29.305.842/0001-33 Razão Social: Instituto Rede Mulher Empreendedora.

8 – Com quem devo contar neste momento de crise?

Em um momento de crise, o importante é se aliar a pessoas e instituições que possam nos apoiar: familiares, amigos, colegas, fornecedores, clientes, grupos como o  Empreendedoras, criado pela Rede Mulher Empreendedora. Liste quem são essas pessoas e instituições e avalie como cada uma delas pode ajudar no seu negócio. As redes de contato são extremamente importantes para encontrar soluções, resolver dúvidas e minimizar perdas. Mas lembre-se de que você também faz parte dessa rede. Ou seja, você pode ser ajudado e também pode, e deve, ajudar.   

9 – Devo resolver meus problemas sozinha ou posso dividir isso com alguém?

Como dissemos anteriormente, este é o momento ideal para acionar suas redes de apoio, seja para oferecer apoio, seja para solicitar ajuda. Dividir uma angústia cria uma sintonia de colaboração. Faça uma ligação para amigos e familiares; converse com seus clientes; divida seus conhecimentos com quem precisa de orientação. Lembre-se de que esta é uma fase difícil, mas é apenas uma fase e vai passar. A crise também serve para amadurecer como pessoa e como empreendedora, e também para fortalecer sua rede de contatos e de apoio.  

10 – Devo decidir sozinha ou solicitar a opinião de outras pessoas?

Ninguém mais do que você para entender sobre seu próprio negócio. Por outro lado, quem está do lado de fora pode ver o problema sob outro ponto de vista e, assim, sugerir soluções que você ainda não havia enxergado. Embora a decisão final seja sempre sua, opiniões externas podem ser válidas e positivas. Avalie cada uma delas.   

Se a sua empresa contar com funcionários e colaboradores, coloque os times para trabalhar juntos. Devido à experiência que cada um tem do dia a dia do negócio, a troca de informações pode ser muito valiosa e válida.   

MAIS INFORMAÇÕES E DICAS NO NOSSO CONTEÚDO ONLINE

Site com vídeos gratuitos: www.trilhaempreendedora.rme.net.br

LIVES RME – TODO DIA, NOVO CONTEÚDO EXCLUSIVO

– Dicas gerais de como Empreender em tempos de crise – https://www.instagram.com/tv/B96zbfmBo4q/

– Como cuidar das finanças na crise? – https://www.instagram.com/p/B993_qHBTs7/

– Administração de Crise – https://www.instagram.com/tv/B-KD3jOhOCk/

– O que fazer para acertar no digital frente ao CoronaVírus? – https://www.instagram.com/tv/B-KWsf0BRL9/