/>

Dona Della: Amizade de longa data permitiu que Eliana e Raquel se tornassem parceiras de negócio

O propósito da Rede Mulher Empreendedora como a maior plataforma de empreendedorismo feminino do Brasil é oferecer oportunidades através de capacitações, nos mais diversos lugares do país. Foi assim que surgiu o programa Dona Della, uma parceria com Bracell, multinacional produtora de celulose que está em expansão no interior de São Paulo. Com objetivo de mapear e auxiliar o crescimento de negócios liderados por mulheres, o projeto é direcionado para os municípios de Lençóis Paulista e Macatuba. É na primeira cidade que moram as personagens da história de hoje.

 

Raquel Correa, abriu em sua garagem um espaço para cuidar e vender plantas ornamentais, ervas, temperos e produtos ecológicos em um momento que ela resolveu ajudar a realizar o sonho do seu ex-parceiro. A ideia inicial era abrir uma floricultura, mas para ela que nunca tinha trabalhado com plantas e nem vendas. Com uma carreira baseada em serviços sociais, Raquel mergulhou nesta aventura  e criou a Cio da Terra. 

 

A pandemia chegou e mudou seus planos de vender suas plantinhas na feira da cidade. Com portas fechadas e várias plantas em casa, surgir a necessidade de se adaptar a uma nova realidade. Aproveitando o tempo que precisou esperar o retorno das feiras, Raquel decidiu aprender mais sobre plantas e usou suas redes sociais para dar dicas. Foi assim também que surgiu a parceria com Eliana.

 

Mesmo com um emprego fixo, devido à pandemia foi necessário encontrar uma forma alternativa de aumentar a renda da casa de Eliana Perreira. Dessa forma, foi criada a Canelikas, loja de personalizados, mas que tem canecas como produto principal. O tempo passou, o negócio deu certo, mas ela precisou mudar sua rotina para cuidar do espaço comercial que pertence ao seu pai, após ele descobrir uma doença do coração. Foi assim que Eliana deixou seu emprego fixo e entrou de vez no empreendedorismo.

 

A amizade entre elas, que surgiu ao se conhecerem em uma feira de outra cidade, possibilitou que as canecas que tivessem estampas erradas ou danificadas fossem reutilizadas como vasos para as mudas do Cio da Terra. Foi assim que se concretizou a parceria entre as amigas, com um produto ecológico, duradouro e com um preço diferenciado para que não aja perda de materiais.

 

E para ambas, que continuam a empreender pela necessidade, o programa Dona Della surgiu em boa hora. “Eu continuo tendo experiências maravilhosas. Aprendi a me organizar melhor, a separar as finanças, a ter uma motivação maior para tocar o meu negócio”, conta Eliana. Já Raquel, que tinha medo de empreender, lembra que “as mentoras falam de um jeito tão horizontal, humano, de que é possível sempre trilhar o melhor caminho para fazer o negócio crescer, que me deu mais segurança”.

 

Para acompanhar o trabalho da Eliana e da Raquel, sigam-nas nas redes sociais.

 

 

Karina Souza Quenis é jornalista. Seu Trabalho de Conclusão de Curso foi uma pesquisa crítica acerca do olhar que a grande mídia tem sobre corpos femininos negros e as narrativas sobre eles construídas. Apaixonada por conhecimento e curiosa para entender mais sobre o mundo, segue estudando sobre comportamento, colorismo e mídia.

s;