/>

Digitalize Seu Negócio: conheça a história de Ivete Santos empreendedora no ramo da moda

Na semana passada iniciamos uma série para contar a história de quatro empreendedoras que participaram da primeira edição do projeto Digitalize Seu Negócio, promovido pelo RME Acelera. Hoje, você conhece um pouco da trajetória de uma das ganhadoras de mentoria individual com uma especialista em empreendedorismo da RME: Ivete Santos, 52 anos, baiana, leonina, que acredita que o melhor está por vir e ama ser ponte entre pessoas do bem, como ela mesma se define.

Ivete é formada em gestão empresarial e atualmente é empreendedora no segmento da moda. Ela presta consultoria de estilo e tem o brechó Iveste Moda e Estilo, onde ajuda mulheres empreendedoras a desenvolverem uma imagem pessoal extraordinária, estratégica e autoconfiante em seis passos.

Seu primeiro negócio, o brechó, surgiu após um divórcio. Ela queria comprar uma casa nova, mas o dinheiro da divisão de bens não era suficiente, por isso, ela resolveu desapegar de todo seu vestuário, ficando apenas com o essencial.  

“Sempre amei brechós. Minhas escolhas de roupas sempre foram meio diferentes, por isso meu acervo foi um chamariz efetivo e lotou. Vendi muito e consegui uma ótima grana. A partir daí as amigas começaram a me procurar para vender suas coisas e vi que ali tinha um negócio que eu amava.”, contou.

Dica da amiga: as ideias de negócio estão em todo lugar. Tudo bem se não der certo, o que vale é a tentativa. No caso da Ivete, o brechó abriu portas para um outro empreendimento. 

Ivete conta que o segundo negócio nasceu para transformar uma aptidão que ela tinha desenvolvido na infância em missão de disseminar este conhecimento a todas as mulheres que conseguisse. Ajudar mulheres a se vestirem estrategicamente se transformou em seu propósito. No dia 8 de agosto de 2009, dia do seu aniversário, ela começou a empreender unindo brechó à consultoria de estilo.

Dica da amiga: ganhar dinheiro é bom, mas ganhar dinheiro com propósito é demais! Sempre se pergunte porque você faz o que faz. Isso te deixará motivada e vai te ajudar a passar pelos dias mais difíceis, que qualquer empreendedora terá.

Como nem tudo são flores, Ivete conta que uma das dificuldades encontradas em seu ramo de atuação foi o preconceito por roupas usadas. “Em um curso que fiz uma mulher citou que jamais compraria em Brechó por conta da energia do dono da peça. Aproveitei para dar uma aula sobre a necessidade do reuso e assim eu lido toda vez que surge este tipo de fala. Dou uma aula.”, explicou. 

Já na consultoria de estilo, o maior desafio, segundo ela, é entregar uma imagem pessoal que se sustente diante de tantas regras, tabus e achismos, que ela supera reforçando que o que vale é estar feliz com sua autoimagem e alcançar os resultados esperados.

Ivete ficou mais próxima da Rede Mulher Empreendedora após a participação no 8° Fórum Empreendedoras 2019, o último realizado presencialmente antes da pandemia, onde ela conheceu e ouviu Ana Fontes, fundadora da RME. Com a participação no Digitalize Seu Negócio, ela contou que passou a ter mais clareza do que estava fazendo, como e para quem. O próximo passo, segundo ela, é levar seus negócios para o online para que consiga ter mais escala na venda do Brechó e na disseminação do vestir para um maior número de mulheres.

Para acompanhar o que Ivete anda fazendo, siga nas redes sociais por meio do link.

O projeto Digitalize Seu Negócio, destinado a empreendedoras no começo da jornada, que buscam levar seu negócio para o ambiente virtual ou ampliar seus impactos neste espaço, abrirá inscrições para a segunda turma em breve. Desta vez, será executado com o apoio da ONU Mulheres, e levará aulas sobre negócios, comunicação, inovação, entre outros temas, gratuitamente.

s;