/>

The Future is #Remote

Salve! Esse texto começa com uma saudação mais carioca impossível, porque eu quero compartilhar com vocês um pouco do que eu tenho aprendido ao trabalhar com o Sylvestre Mergulhão na Impulso, que é uma empresa que acredita no trabalho remoto como dinâmica de trabalho e atua assim desde 2010.

Nesse momento de incerteza global, em que muitas empresas estão incentivando seus colaboradores a trabalhar remotamente com o objetivo de prevenir o aumento do contágio e disseminação do COVID-19, quero contar para você que o trabalho remoto já é a dinâmica de trabalho de muitas empresas e é a grande tendência quando falamos sobre o Futuro do Trabalho.

Quando a gente dá um google sobre o futuro do trabalho, quase sempre aparece a questão do trabalho remoto e tecnologia. Se a gente olhar para trás, através da história, no período da revolução industrial, as pessoas precisavam se dirigir para as indústrias para produzir, e mais recentemente as empresas criaram também seus escritórios e que funcionam da mesma forma, onde as pessoas precisam se deslocar para o mesmo ambiente para realizar suas tarefas. Com o surgimento da internet e de outras tecnologias, as pessoas começam a conseguir gerar resultado não necessariamente estando no mesmo local e no mesmo horário e isso muda tudo.

Com o surgimento da internet e de novas tecnologias, as pessoas começam a conseguir produzir e gerar resultado não necessariamente estando no mesmo local e horário e isso muda tudo.

Minhas dicas para você fazer do trabalho remoto uma boa experiência:

Relação de Confiança – A primeira premissa do trabalho remoto é a confiança e ter também metas muito claras de trabalho para todos, ou seja, não é sobre cumprir tantas horas de trabalho por dia, mas sim ter responsabilidade e assertividade nas entregas. No final do dia, o gestor vai gerir entregas. Ter autonomia gera responsabilidade e responsabilidade gera resultado. Já percebeu que quando alguém se sente responsável por algo o engajamento ganha outra relevância?

Trabalho remoto é diferente de trabalhar sozinho – É possível estar em constante troca e interação mesmo estando numa equipe distribuída. A conexão entre a equipe faz que você não tenha o sentimento de “estar sozinho”. Planejem juntos a semana, distribuam tarefas, colaborem uns com os outros, peça ajuda quando for necessário e conversem sobre como estão se sentindo.

Tenha Disciplina – Organizar a rotina é importante para fazer o trabalho funcionar. Planeje as atividades com antecedência para ter uma boa gestão do seu tempo. Defina a hora que você vai acordar, vai começar a trabalhar, vai fazer pausas para comer e não esqueça de definir um horário para terminar o job e desligar o notebook.

Defina como será a comunicação – Como você não está fisicamente com alguém, é bom informar qual é o status da atividade que você ficou responsável para fazer. Não adianta você fazer uma coisa e não dizer que fez. Ser responsável é uma característica necessária em qualquer trabalho, mas no modelo de trabalho remoto, a responsabilidade tem peso duplo. Como não estamos no mesmo ambiente, é importante definir qual plataforma será usada para trocar informações e fazer comunicados de trabalho. Hoje em dia há várias plataformas para fazer isso, como por exemplo, SlackMicrosoft Teams, o Hangouts Chat, Zoom Cloud Meetings. ( alguém aqui ainda usa skype?) Sempre vai ter uma plataforma que vai ser a queridinha da sua equipe.

Fique de olho na Produtividade – Ferramentas de organização e gerenciamento da produtividade fazem toda diferença. Ser mais produtivo é entregar mais resultados em menos tempo, sempre com a mesma qualidade. Ainda bem que a tecnologia nos permite usar diversos recursos que podem ser usados no dia-a-dia, como por exemplo EvernoteTrello, e confesso que Google Drive e Pipefy são meus preferidos. Essas ferramentas permitem criar fluxo de trabalho, checklists, deadlines, organizar anotações e ter controle das atividades dos grupos e projetos, num só lugar e ao mesmo tempo.

Uma outra forma de pisar no acelerador é conhecer o seu “pico de produtividade”: há pessoas que são mais produtivas pela manhã, outras à noite. Há pessoas que a melhor dinâmica de trabalho é fazendo atividades em grupo, outras preferem colocar o fone, ouvir uma música e ficar em silêncio. Eu por exemplo prefiro ter a manhã livre e foco no trabalho mais a noite quando me sinto mais criativa, produtiva e consigo tirar as ideias do papel. Confesso que ter que chegar no escritório às 8h da manhã nunca foi o meu forte.

Cuide da Cultura – Cuidar da cultura da empresa se parece bastante com a tarefa de cuidar de uma comunidade: numa comunidade, os membros se reconhecem e tem rituais próprios. Tenha uma rotina estabelecida para reunião entre os colaboradores, e incentivar as conexões ente as pessoas remotamente. Na Impulso por exemplo, tem um “coworking virtual” que é uma iniciativa para promover um espaço online onde os profissionais conversam sobre os mais variados temas, ou seja, estão sempre conectados, interagindo e se sentindo próximos mesmo trabalhando distribuídos.

Reuniões que simplesmente funcionam – Uma das coisas boas do trabalho remoto é que as reuniões que deveriam ser um email são um email. As reuniões acontecem quando realmente são necessárias. Organize as reuniões usando Google Agenda, mostre a pauta e objetivo da conversa. Isso vai ajudar a engajar as pessoas a participar e ter uma dinâmica de participação mais funcional e objetiva. Foco é a palavra-chave das reuniões online.

Já pensou que a gente sempre teve uma vida agitada, automática, mega conectada e quantas vezes você já reclamou que não tinha tempo pra nada? O momento atual é um convite para gente apertar o pause e reorganizar a vida e seguir em frente.

Falar sobre o Futuro do Trabalho é um convite para gente refletir sobre os nossos hábitos atuais. O trabalho remoto é uma forma de ter mais autonomia sobre a nossa carreira e o modo como a gente se relaciona com o mundo à nossa volta. É uma forma de otimizar o tempo para conseguir passar mais tempo – como diria Jeska Grecco – fazendo #datecomigomesma e mais tempo com as pessoas que a gente gosta.

Dany Carvalho acredita que educação, tecnologia & empreendedorismo podem mudar a vida das pessoas para melhor. É por isso que desde 2010 atua em iniciativas de fomento à inovação e empreendedorismo tecnológico com atuação nacional. Sua trajetória profissional se confunde com a evolução do cenário digital no Brasil: já apoiou centenas de empreendedores digitais através de iniciativas como Instituto Inovação, Aceleradora Startup Farm, Programa Start-Up Brasil, Programa Microsoft BizSpark, ABStartups e Cubo Itaú. Dany Carvalho é a networker que você precisa conhecer. Está sempre conectando startups + corporates + investidores para promover novos negócios, parcerias e impulsionar a transformação digital.

s;