/>

Digitalize Seu Negócio: conheça a história de Diana, empreendedora no ramo da beleza e uma das participantes da primeira edição

A Rede Mulher Empreendedora (RME), por meio do programa RME Acelera, promoveu nos últimos dias a primeira turma do projeto Digitalize Seu Negócio, destinado a empreendedoras no começo da jornada, que buscavam levar seu negócio para o ambiente virtual ou ampliar seus impactos neste espaço. Foram quatro encontros, no total, entre janeiro e março, que contaram com a presença de oito empreendedoras em aulas sobre negócios, comunicação, inovação, entre outros temas. 

Hoje, vamos conhecer a história de uma delas. Diana Rose, 42 anos, é profissional do ramo da beleza em sua empresa, Dyana Beleza em Unhas, e foi uma das ganhadoras de mentoria individual com uma especialista em empreendedorismo da RME. 

De São Paulo, capital, ela trabalhou na área administrativa de hospitais, escritórios e consultórios médicos, até que em 2014 foi demitida e após uma experiência ruim pela qual passou quando foi cuidar das unhas, decidiu que faria diferente. Com o dinheiro do seguro desemprego, Diana fez um curso na área e começou atendendo as amigas.

Dica da amiga: sempre falamos que quem quer empreender deve achar algo que goste de fazer e que, ao mesmo tempo, resolva um problema real. 

O negócio começou a se estruturar e Diana passou a oferecer o serviço a domicílio para quem tem dificuldade de acesso ou não gosta de salões de beleza. Em época de pandemia, a segurança é um fator super importante para contratação. Esse diferencial alinhado com a utilização de materiais descartáveis garantiu que ela mantivesse suas clientes fiéis, mesmo no cenário atual.

A empreendedora chegou até aqui depois de ver uma reportagem com Ana Fontes, fundadora da RME, na Globo. “Comecei a seguir a página no Instagram e a buscar mais interação na RME. Eu vi um storie sobre o Digitalize e foi aí que fiz minha inscrição, mas não imaginei ser selecionada”, disse.

A trajetória de Diana é parecida com a de milhares outras empreendedoras, que também são conhecidas como ‘eupreendedoras’, ou seja, fazem o planejamento financeiro, agendamento, controle de estoque, gestão das redes sociais, entre outras atividades sozinhas. A atividade solitária pode fazer com que certas áreas não sejam desenvolvidas, pois demanda tempo e dedicação, que muitas vezes estão aplicados no atendimento de clientes. No caso da Diana, a maior dificuldade é a correta administração e separação do dinheiro da empresa e o dinheiro pessoal.

Dica da amiga: temos uma série no YouTube que fala justamente sobre esse assunto. Dá uma passadinha lá. Os vídeos são curtos e dinâmicos, pode te ajudar a dar um ponta pé inicial.

No entanto, a primeira edição do Digitalize Seu Negócio já promoveu mudanças no empreendimento de Diana. Segundo ela, ocorreu uma mudança na forma que ela vê a empresa. “Descobri a necessidade que ela tem de se destacar mais nas redes sociais. Com as atividades passadas pela equipe do Digitalize, vi o quanto minha empresa precisa ser estruturada e pude conhecer detalhadamente o meu trabalho. Coisas que antes não percebia.”, finalizou. 

Para acompanhar o que Diana está fazendo, acompanhe o perfil nas redes sociais. Lembrando que ela atende em São Paulo. Fique atenta à abertura de inscrições para a próxima turma do Digitalize Seu Negócio, que será feita em parceria com a ONU Mulheres.

s;