Aprimore e estruture ferramentas adequadas para seu negócio

No dia 18 de maio ocorreu a última mentoria do programa Elas Prosperam, projeto da Visa em parceria com o Instituto Rede Mulher Empreendedora neste ano, com o objetivo de criar redes locais de empreendedoras em seis regiões do Brasil e levar lições de empreendedorismo e educação financeira foi finalizado com mentorias temáticas do interesse das mulheres após as lives e os eventos digitais segmentados por cidade.

 

 

A convidada para conduzir a atividade foi Fernanda Nascimento, especialista em estratégias digitais e marketing digital, fundadora e professora na Stratlab Inteligência Digital. Em uma hora, ela conversou com as 96 participantes sobre inovação, erros e acertos mais comuns no uso do digital e deu dicas necessárias para quem deseja um espaço relevante neste meio.

 

 

“Com a aceleração de processos de digitalização que já vinham ocorrendo, é necessário que as mulheres sejam ágeis para terem seus negócios considerados, mesmo diante de uma pandemia. Essa mentoria veio para trazer conceito e prática da inovação, tão necessária nas nossas vidas”, disse Ana Fontes, fundadora do Instituto RME.

 

 

Joelma Fazzio, multiplicadora do Ela Pode, outro projeto do Instituto Rede Mulher Empreendedora, foi uma das mulheres que participaram da mentoria. Para ela, a mentoria foi excelente porque veio em um tempo que ela está fazendo a transição de seu trabalho presencial para o remoto.

 

 

Além de multiplicadora, Joelma tem um negócio de alimentação slow food, o Manjericão Cozinha Ativa, que atuava fornecendo alimentação em reuniões e feiras, que por conta da pandemia não existem mais como eram antes. Ela conseguiu chegar em um modelo de aula online que teve boa aceitação do público. “Os próximos passos serão no sentido de aprimorar e estruturar as ferramentas adequadas para a continuidade dessa ideia. Agradeço pelo contato e pelas oportunidades de aprendizagem”, disse.

 

 

“Começar e desenvolver uma empresa pode ser incrivelmente recompensador e assustador. É por isso que a Visa está empenhada em capacitar mulheres empreendedoras por meio de programas de capacitação e criação de redes no Brasil e no mundo”, afirma Sabrina Sciama, diretora de Comunicação Corporativa da Visa do Brasil. “Nunca há tempo ou recursos suficientes, mas quando trabalhamos juntas para apoiar umas às outras, coisas incríveis podem acontecer.”

 

 

Já Beatriz Maria da Cunha, que tem um brechó feminino na Vila Mariana, contou para a RME que iniciou o negócio uma semana antes da pandemia. Por meio do Facebook ela achou o programa Elas Prosperam e conseguiu participar de duas mentorias, entre elas, a sobre transformação digital e inovação, que foi importante para reciclar conhecimento sobre seu negócio.

 

 

Eventos digitais e lives

 

 

O Elas Prosperam promoveu também duas lives sobre organização financeira e redes de colaboração em tempos de crise que estão disponíveis no canal do YouTube da Rede Mulher Empreendedora, assim como os eventos digitais que contou com a presença de uma mediadora da RME; de um representante do poder público das seguintes cidades: São Paulo, Manaus, Teresina, Cascavel, Anápolis e Caruaru; também de um representante de um meio de pagamento e uma representante da Visa.

s;