/>

Material colaborativo: Inteligência emocional

Por Danielly Fagern, Isabelle Alves e Luciana Vaz

 

 

Dicas de Livros: 

  1. Comece pelo mais difícil – Brian Tracy
  2. A Coragem de ser imperfeita – Brené Brown 
  3. Por que fazemos o que fazemos – Mario Sergio Cortella
  4. Plano B: como encarar adversidades, desenvolver resiliência e encontrar felicidade – Sheryl Sandberg / Adam Grant
  5. Inteligência Emocional – Daniel Goleman

 

 

Perguntas/Afirmações de Empoderamento

  1. Como eu posso ser uma influência positiva na minha vida AGORA? 
  2. Como pode melhorar? 
  3. Eu sou o bastante exatamente como eu sou. 
  4. As emoções podem ser nossas maiores aliadas ou piores inimigas – tudo depende do que faremos com elas.
  5. Você tem a capacidade de moldar/mudar o seu futuro – isso é auto responsabilidade. Sim, você é incrível!

 

 

Formas de desenvolver inteligência emocional: 

  1. Reconheça sua emoções/pensamentos/sentimentos;
  2. Aja mesmo diante dos desafios, medos, insegurança pois ação é tudo;
  3. Busque se conhecer mais. Quais são as suas forças e pensamentos sabotadores?
  4. Tenha empatia, pois ela irá te ajudar a aceitar mais as situações e também contribuir nas sua relações diárias; 
  5. Para ter mais equilíbrio/harmonia na sua vida, busque fazer uso de um plano diário e/ou semanal pois ele irá lhe proporcionar mais direcionamento das atividades;
  6. Crie o hábito da respiração consciente por pelo menos 1 min; 
  7. Lembre-se de cuidar do seu bem-estar pois se você está bem, a vida flui com mais leveza;
  8. Você pode escolher o que vai fazer em relação às emoções que sentir – e isso é libertador! Até as emoções mais incômodas têm uma importância enorme na nossa vida, se soubermos aproveitá-las. Por exemplo: Se estou com medo, posso ficar paralisada ou me planejar melhor ainda para os próximos passos. Se estou triste, posso brigar ou explicar com mais cuidado para o outro o que estou sentindo. Se estou ansiosa, posso me desesperar entre tantas demandas ou direcionar essa energia para soluções.
  9. Autorresponsabilidade é a crença de que você é o único responsável pela vida que leva e, consequentemente, o único que pode mudá-la. Uma pessoa autorresponsável confia que: Minha realidade neste momento é consequência das escolhas que tomei. As escolhas que eu tomar, a partir de agora, vão criar a minha realidade futura.

 

 

Como trabalhar autocuidado, auto amor, autoestima e equilíbrio emocional

  1. Coloque a máscara de oxigênio primeiro em você. Você já deve ter ouvido esta famosa frase no avião: “Em caso de despressurização as máscaras de oxigênio cairão automaticamente. Caso esteja acompanhado de alguém que necessite de sua ajuda, coloque sua máscara primeiro para em seguida ajudá-lo.” Você sabe o porquê dessa importante medida de segurança? Se você não conseguir respirar, você não vai conseguir ajudar ninguém. 
  2. Busque o autoconhecimento para entender seu funcionamento interno, pensamentos, emoções e motivadores de ações.
  3. Trabalhe em sua vida diariamente os 3 elementos da autocompaixão: autobondade, mindfulness e humanidade compartilhada
  4. Atenção a autocrítica e autocompaixão. Assista.
  5. Aceite a vulnerabilidade em sua vida, e cobre-se menos por perfeição. Assista esse vídeo de Brene Brown. 

 

 

RESUMO

 

 

Formas de desenvolver inteligência emocional: 

Diga SIM a você: https://www.linkedin.com/pulse/diga-sim-para-voc%C3%AA-danielly-fagern/

 

 

Equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

 

 

O peso da produtividade: https://www.instagram.com/p/CAab30RHm3W/?igshid=1ubh95dy9r38f

 

 

Atenção a autocrítica e autocompaixão: https://www.youtube.com/watch?v=tQO37O2aZbQ

 

 

s;