Finep, MCTIC e Prefeitura de SP lançam primeiro edital do Programa Mulheres Inovadoras

A Finep acaba de lançar o primeiro edital do Programa Mulheres Inovadoras, criado para estimular startups lideradas por mulheres, de forma a contribuir para o aumento da representatividade feminina no cenário empreendedor nacional, por meio da capacitação e do reconhecimento de empreendimentos que possam favorecer o incremento da competitividade brasileira.

 

 

A atividade é decorrente do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), a Finep e a prefeitura do município de São Paulo, que tem como finalidade apoiar o empreendedorismo feminino, procurando utilizar a experiência das instituições na formulação de políticas, coordenação de programas e aporte de recursos para o apoio a empresas nascentes inovadoras e de base tecnológica.

 

 

“O MCTIC atua em vários programas de apoio ao empreendedorismo inovador, segmentados por temas, estágios de desenvolvimento de negócio, demanda de capital. O programa Mulheres Inovadoras segue essa lógica, oferece oportunidades voltadas especificamente a mulheres que desejam empreender e promove a diversidade no ecossistema brasileiro de startups.”, disse Paulo Alvim, Secretário Nacional de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC.

 

 

O Programa contará inicialmente com um evento imersivo, a ser realizado no dia 12 de março, com conteúdo relacionado ao empreendedorismo feminino apresentado por palestrantes, executivas e especialistas no tema. Após o término do período de submissão de propostas, que se encerra em 16 de março, a Finep selecionará 20 startups lideradas por mulheres para receberem um programa de aceleração durante 30 dias, após o qual serão selecionadas até cinco startups para recebimento de uma premiação de R$ 100 mil cada, conforme critérios estabelecidos no edital.

 

 

Podem se candidatar ao Prêmio as empresas brasileiras – ou seja, com sede no Brasil e instituídas conforme a legislação nacional, que atendam, aos requisitos detalhes no edital.

 

 

O programa contará, ainda, com o apoio de parcerias engajadas em alavancar a participação feminina no empreendedorismo, como Sebrae Nacional e RME – Rede Mulher Empreendedora

 

 

“A parceria da RME com o programa reforça o ecossistema empreendedor e de inovação, e é um novo passo na construção de iniciativas de apoio às startups fundadas e lideradas por mulheres no Brasil.”, disse Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora.

 

 

Prazos

As inscrições estão abertas até 16 de março e o programa tem previsão de término para julho.

As inscrições podem ser feitas no link.

s;