7 dicas ao escolher um coworking

Cada vez mais utilizados por empreendedores, startups, freelancers e empresas, os coworkings fogem dos modelos dos escritórios tradicionais, com espaços mais dinâmicos, inovadores, econômicos e sem tanta burocracia.

Para quem está pensando em apostar nesse modelo, a Elephant Coworking listou 7 fatores que devem ser avaliados na hora de tomar uma decisão. Confira:

1. Localização acessível

A localização do ambiente compartilhado é muito importante, em especial pelo conforto e conveniência da equipe. Espaços de coworking próximos a metrôs, shoppings, lojas de varejo ou de áreas residenciais são uma vantagem, especialmente se os trabalhadores da empresa se concentram próximos da mesma área. A proximidade pode ajudar a economizar nos custos de transporte ou de gasolina. Uma boa localização também pode colaborar para a agilização de processos, serviços e outras necessidades da empresa.

2. Taxas de preços razoáveis

Prudência com as despesas é especialmente importante para empreendedores iniciantes, principalmente enquanto o negócio ainda está sendo definido. Não faz sentido alugar um espaço de trabalho onde serão esgotados os seus recursos financeiros. Por isso, um coworking de preço razoável é um elemento essencial.

Freelancers, por exemplo, preferem espaços de coworking pela opção de taxa semanal ou diária. Empresas, por outro lado, podem preferir uma taxa mensal fixa, por ser mais econômica, em vez de pagar uma taxa diária ou semanal por funcionário. A taxa também é um grande negócio para as empresas que estão em fase de transição. Um espaço de trabalho colaborativo pode ser um refúgio temporário antes de se instalar em um escritório tradicional ou de propriedade exclusiva.

3. Boa gestão e atendimento ao cliente

Bons gerentes de espaços colaborativos percebem como podem melhorar o conforto e a conveniência de seus clientes. Isso inclui fornecer assistência e recursos para materiais de escritório, alimentos e bebidas (como cafeterias e lanches), reservas organizadas e assistência para reuniões e seminários.

Um espaço de trabalho colaborativo bem administrado pode ajudar as empresas a melhorar a produtividade e a produção, aumentar a satisfação dos funcionários e até mesmo auxiliar os empreendedores a chegar às instituições relevantes da comunidade.

4. Um espaço bem cuidado e bem mobiliado

Uma das vantagens de conseguir um espaço de trabalho conjunto é que a manutenção e as utilidades físicas de móveis sejam atendidas pela gerência. No entanto, é preciso manter a limpeza e a funcionalidade de equipamentos e outras comodidades, como banheiros e cozinha. Serviços como água, eletricidade e conexão à Internet também devem ser gerenciados com serviços de solução de problemas. Qualquer problema com esses utilitários pode dificultar a produtividade do escritório. Também é uma vantagem manter áreas privativas e silenciosas, enquanto outra sala sirva de espaço de trabalho compartilhado.

5. Um lugar propício para negócios e construção de comunidades

Como mencionado, um ótimo espaço de trabalho conjunto pode conectar freelancers e empreendedores a pessoas e setores relevantes de grandes empresas. Isso pode ser feito por meio de reuniões, seminários e eventos organizados nos locais. Além disso, o espaço também deve ter uma ótima paisagem ou uma boa vista para inspirar criatividade.

6. Equilíbrio entre o trabalho e a vida privada

Um espaço de coworking bem-sucedido também deve encorajar a melhora e o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Alguns espaços apostam áreas de descanso e sala de jogos e de exploração, onde os colaboradores possam manusear ferramentas e dispositivos para estimular a criatividade.

7. Aumento de produtividade e retenção do colaborador

Ao olhar de uma perspectiva colaborativa e de construção de equipe, os espaços coworking aumentam a produtividade e retêm o colaborador. Estudos indicam que a maioria das pessoas realmente amplia sua produtividade em ambientes de coworking em relação a espaços de trabalho tradicionais. Com um número cada vez maior de profissionais e empreendedores trabalhando fora de escritórios convencionais, a opção mais comum era o home office, mas a solidão tornou-se contraproducente e, com isso, crescem os ambientes de coworking. Por isso, ao decidir sobre seu ambiente de trabalho, lembre-se dos serviços apresentados e das grandes diferenças apontadas em relação ao trabalho em um espaço aberto com um grupo vs trabalhar em um escritório particular. A produtividade é maior em um ambiente aberto, pois agrega valor com o contato entre comunidades.

s;