Segurança e Armazenamento de Informações de Meios de Pagamentos

Nos últimos anos, houve um grande crescimento nas transações realizadas via internet. Para se ter uma ideia, de acordo com a ABComm, o comércio eletrônico deve crescer 16% no País até o final do ano. E deve registrar um ticket médio de R$ 301, com total de 265 milhões de pedido efetuados pelos consumidores. O número de lojas virtuais deve totalizar 87 mil.

 

Alguns e-commerces e aplicativos possuem a armazenagem de informações de cartões de créditos dos clientes. Então, o que fazer para garantir a segurança da não exposição dessas informações diante de vírus, fraudes e hackers que invadem contas privadas e realizam compras e pedidos na internet?

 

Cuidar da segurança é fator primordial para garantir a permanência do negócio do mercado. Muitas lojas com boas chances de sucesso e crescimento amargam a dor de fechar as portas quando perdem a credibilidade em função da fragilidade sistêmica. Aiugu, startup tecnologia de meios de pagamento, tem algumas dicas que podem ajudar a inibir as ações fraudulentas e proteger tanto o e-commerce quanto os consumidores.

 

  • implantação de sistema antifraude
  • monitoramento de compras contínuas em um mesmo dia
  • automação de processos de pagamento
  • sistema especializado em análise de risco com foco na prevenção
  • utilizar certificação de segurança

 

Além de aumentar a credibilidade e a referência no mercado, proporcionar um acesso seguro pode garantir maior rentabilidade e lucro. “A segurança e a comodidade de acesso para o consumidor são fatores essenciais para ganhar visibilidade e se tornar referência no mercado, mas prevenir as ações de fraudes no e-commerce é também uma forma de proteger o próprio negócio”, explica Patrick Negri, CEO da iugu.

s;