/>

Como captar recursos para o seu negócio

*Daiany França

 

Falta de dinheiro para iniciar o próprio negócio está entre os principais desafios para as mulheres empreendedoras, é o que temos observado a partir do Ela Pode, programa de capacitação realizado pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora com o apoio do Google.

 

A partir dessa experiência, listamos 4 dicas para você captar recursos para o seu negócio.

 

Avalie o estágio e as necessidades do seu negócio antes de captar

 

“Eu preciso mesmo de dinheiro?”. Esta deve ser a sua primeira pergunta na hora de captar. Antes de dizer “sim”, antes mesmo de começar a pesquisar sobre os tipos de recursos disponíveis no mercado (que são vários), avalie bem o estágio do seu negócio, conheça quais as suas reais necessidades e tome decisões conscientes. Dinheiro, claro, é fundamental para qualquer negócio, mas pode acontecer de ainda não ser o momento certo de assumir compromissos como de um financiamento, por exemplo.

 

Mantenha seu plano de negócio atualizado

 

Você já deve ter lido ou ouvido por aí, que “plano de negócios morreu”. Mas isso não é totalmente verdade, ele continua bastante relevante, sobretudo na hora de captar. O plano de negócio, inclusive, ajuda a conhecer as reais necessidades do seu negócio, como aconselhado no ponto acima. É importante saber que o plano de negócio é um “documento vivo”, ou seja, deve ser atualizado constantemente, na medida que sua empresa evolui. Assim, dedique-se a construir um plano de negócio eficiente, etapa por etapa, e se emprenhe em mantê-lo atualizado.

 

Um dos parceiros do Ela Pode relatou-nos que a maioria dos empreendedores que solicitam financiamento apresentam planos de negócios superficiais, desatualizados ou incompletos, aumentando assim o índice de reprovação do pedido de crédito. Não queremos que você faça parte dessa estatística.

 

Abra a sua conta empresarial

 

Outro parceiro do Ela Pode, admirado, nos falou que “por incrível que pareça” (palavras dele), os empreendedores continuam “misturando” o dinheiro de pessoa física e o de pessoa jurídica, dificultando a saúde financeira da empresa. Outra situação mencionada foi a de que parte dos empreendedores que buscam financiamento não possuem conta bancária jurídica (o que torna o processo mais demorado). Deste modo, nossa terceira dica é: abra a sua conta empresarial e movimente o dinheiro da sua empresa a partir dela. Canalize os pagamentos e recebimentos do seu negócio na conta jurídica e não na pessoal, isso, por si só, já ajuda bastante na sua gestão financeira.

 

Crie seu argumento de captação

 

Sabe o pitch, aquela apresentação rápida e direta que você faz para um investidor, sócio, cliente? Pois bem, existem muitos tipos de pitch, com diferentes objetivos e públicos-alvo. O que não difere entre eles é a necessidade de ter um bom argumento. Crie e treine o seu argumento de captação. Como fazer isso? Conheça bem o seu plano de negócio e modelo de atuação, estude as questões voltadas a sustentabilidade da sua empresa e identifique a sua verdadeira vantagem competitiva. Uma ferramenta que pode ajudar a entender se as vantagens competitivas do seu negócio são reais e sustentáveis é o “modelo VRIO”, um acrônimo das iniciais de Value, Rareness, Imitability e Organization, que traduzido para o português fica Valor, Raridade, Imitabilidade e Organização. Você encontrará facilmente no Google.

 

Estude e seja eficiente na captação

 

Falamos que seriam 4 dicas, mas deixamos esta última como bônus! Estudar é o melhor meio de aprender mais e se preparar melhor para captar. Para isto conte com o Programa Ela Pode. Para saber mais acesse: www.elapode.com.br.

 

*Professora, gestora, empreendedora e consultora de projetos sociais e educacionais, atualmente coordena o Instituto Rede Mulher Empreendedora. Participa de iniciativas em defesa dos direitos humanos, pela igualdade de gênero e empoderamento das meninas e mulheres. Integra desde 2017, o Grupo Assessor da Sociedade Civil (GASC) da ONU Mulheres no Brasil. 

s;