/>

Dificuldades do primeiro ano: O que ninguém te conta ao iniciar um negócio.

*Por Leandra Matos

 

Parabéns! Você conseguiu ter uma ideia e começar seu negócio!!! Você fica com aquela sensação de que “agora vai” e com o passar dos meses você percebe que não é bem assim. Mas o que fazer para mudar essa realidade?

 

Pois é, no primeiro ano nem tudo acontece da forma como imaginávamos: o lucro não veio conforme o esperado, o engajamento nas redes sociais foi baixo, o custo foi maior que o planejado…Enfim são tantos desafios que fica difícil acreditar que dá para continuar, que é possível empreender e vencer! Mas acredite, é possível, basta ter organização e planejamento.

 

Existem inúmeros artigos listando uma quantidade enorme de atitudes que o empreendedor deve ter ou não para iniciar e manter um negócio funcionando.

 

Para cada NÃO existe um SIM e é nisso que vamos focar aqui, vamos analisar as possibilidades existentes para cada obstáculo encontrado.

 

Aguardar um retorno imediato no primeiro ano;

 

Não quer dizer que você não terá nenhum lucro, significa apenas que o retorno depende do mercado e da forma como você conduzirá seu negócio.

 

Conhecer muito bem seu negócio/serviço;

 

Parece óbvio, mas, não é. Muitas pessoas iniciam um projeto sem conhecer bem o que oferecem, qual seu público ou o mercado e é nessa hora que a verdade vem à tona e tudo começa a cair. O importante é você conhecer muito bem seu negócio para ampliar as possibilidades de sucesso. Tenha clado qual produto/serviço que você trabalha, defina o preço, forma de divulgação, logística, público…

 

Administrar a vida empreendedora com a vida familiar;

 

Mais complicado do que parece é administrar a vida particular com a profissional, ainda mais quando se tem filhos e o negócio é na própria casa.

 

É necessário estabelecer um tempo para os negócios, separado da vida familiar, manter as finanças pessoais e profissionais de forma distinta e deixar claro, quais são suas prioridades para evitar problemas com sua agenda.

 

Focar na concorrência e não em seu produto/serviço;

 

Depois de iniciar um negócio geralmente a pessoa segue o próximo passo que é pesquisar a concorrência e faz disso uma meta o que pode ser perigoso.

 

Não adianta seguir os preços, tipo de propaganda e até mesmo a forma de distribuição de seu concorrente apenas porque é mais fácil. Conhecendo bem seu produto e sabendo seu custo fica fácil definir o preço de seu produto/serviço, definir o melhor tipo de publicidade e distribuição.

 

Manter-se atualizado.

 

Não adianta ter um negócio e não atualizar-se, é muito importante fazer cursos na área, estudar, pesquisar para que seu negócio acompanhe o mercado.

 

De forma geral, a falta de planejamento e conhecimento de seu produto/serviço e do mercado, tornam praticamente inviável manter um negócio ativo e gerando lucro. Antes de iniciar um negócio dedique um tempo para pesquisar e conhecer melhor com o que vai trabalhar. Fazer o que gosta é importante, mas manter-se atualizado também é.

 

Cada passo que tomamos em direção ao acerto e cada tombo que levamos nos dá mais elementos para seguir em frente e nos torna mais fortes para continuar nessa jornada.

 

*Mãe da mãe da Sofia, 12 anos e Alice, 6 anos. Empreendedora em LEMA Reforço Escolar, especializada em atender crianças com Dificuldade de Aprendizagem. Pedagoga e Neuropsicopedagoga Clínica e Institucional.

 

s;