Evento Summit Respect promove debate sobre futuro da diversidade e inclusão

Líderes de empresas e representantes da sociedade civil se encontram nos dois dias do evento para debater ações em prol das mulheres, negros e população LGBTQ+; No Instagram, o perfil @summit.respect traz conteúdos sobre cultura da diversidade, legislação e biografias de personalidades que lutaram por igualdade

 

Incentivar o debate sobre diversidade, respeito e inclusão em diversos meios, incluindo o corporativo, é uma das missões da Barilla, líder mundial em massas. Com esse objetivo, a empresa, em parceria com a ESPM, desenvolve o Summit Respect, evento gratuito e aberto ao público. O intuito é discutir como as empresas estão promovendo o respeito às diversidades internamente, no consumo e nas ações de marketing. Será realizado nos dias 11 e 12 de junho, na ESPM-TECH São Paulo.

 

Serão dois dias repletos de programação com painéis (confira temas abaixo) que abordarão assuntos relacionados à diversidade. Além do conteúdo, o Summit Respect promoverá oficinas para capacitação técnica profissional da população Trans e travestis, e uma pequena cota voltada a alunos da ESPM.

 

Antes do evento, o Summit Respect chega ao Instagram. No perfil @summit.respect, os seguidores passam a ter acesso a conteúdo relacionado à diversidade: personalidades que lutaram (ou lutam) pelos direitos dos negros, mulheres e população LGBTQ+; dicas de filmes, livros e séries; orientações sobre legislação e telefones úteis em caso de qualquer violência ou discriminação; entre outros serviços.

 

Segundo Fabiana Araújo, gerente de marketing da Barilla e integrante do Grupo Respeito – que reúne colaboradores da empresa para promover a diversidade no ambiente corporativo – o Summit Respect contribui para reforçar o posicionamento global da companhia em prol da diversidade e inclusão. Nos últimos anos, a marca vem apoiando importantes projetos como a Casa Florescer, espaço que acolhe mulheres trans em São Paulo; Mães pela Diversidade, ONG que luta contra a discriminação com base em orientação sexual, identidade de gênero e condição sexual; e Chefs Especiais, instituto que atua pela socialização de pessoas com Síndrome de Down por meio da gastronomia; além de ações internas, desenvolvidas com o Carlotas, que visam proporcionar por meio de palestras e experiências pessoais, o diálogo sobre empatia, respeito e diversidade.

s;