/>

Filmes, séries, documentários e livros sobre Protagonismo Feminino

Filmes:
 
Olga:
O filme narra a verdadeira história da militante alemã Olga Benário, que se apaixonou pelo líder comunista brasileiro Luís Carlos Prestes.
 
Aquarius:
Uma jornalista aposentada defende seu apartamento, onde viveu a vida toda, do assédio de uma construtora. O plano é demolir o edifício Aquarius e dar lugar a um grande empreendimento.
 
Flores Raras:
Elizabeth Bishop é uma poetisa insegura e tímida, que apenas se sente à vontade ao narrar seus versos para o amigo Robert Lowell. Em busca de algo que a motive, ela resolve partir para o Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega de faculdade, Mary, que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soare. A princípio Elizabeth e Lota não se dão bem, mas logo se apaixonam uma pela outra.
 
Elis:
Cantora desde a infância, Elis Regina entra na vida adulta deixando o Rio Grande do Sul para espalhar seu talento pelo Brasil, a partir do Rio de Janeiro. Em rápida ascensão, ela logo conquista uma legião de fãs, entre eles o famoso compositor e produtor Ronaldo Bôscoli, com quem acaba se casando. Estrela de TV, polêmica, intensa e briguenta, a “Pimentinha” não tarda a ser reconhecida como a maior voz do Brasil, em carreira marcada por altos e baixos.
 
Que horas ela volta?:
A pernambucana Val se mudou para São Paulo com o intuito de proporcionar melhores condições de vida para a filha, Jéssica. Anos depois, a garota lhe telefona, dizendo que quer ir para a cidade prestar vestibular. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, porém o seu comportamento complica as relações na casa.
 
My name is now:
Elza Soares dispensa maiores apresentações. Diva da música nacional, dona de grande trajetória, ela conquistou não só os palcos brasileiros, como do mundo inteiro.
 
As Sufragistas:
O início da luta do movimento feminista e os métodos incomuns de batalha. A história das mulheres que enfrentaram seus limites na luta por igualdade e pelo direito de voto. Elas resistiam à opressão de forma passiva, mas, a partir do momento em que começaram a sofrer uma crescente agressão da polícia, decidiram se rebelar publicamente.
 
A Dama de Ferro:
Meryl Streep é Margaret Thatcher, papel que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz. O filme mostra vários momentos da vida da primeira-ministra, como sua entrada na política, seu pulso forte e seus últimos dias de vida.
 
Histórias Cruzadas:
Nos anos 60, no Mississippi, Skeeter é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark, a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.
 
Estrelas Além do Tempo:
No auge da corrida espacial travada entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria, uma equipe de cientistas da NASA, formada exclusivamente por mulheres afro-americanas, provou ser o elemento crucial que faltava na equação para a vitória dos Estados Unidos, liderando uma das maiores operações tecnológicas registradas na história americana e se tornando verdadeiras heroínas da nação.
 
Terra Fria:
Mãe solteira, Josey Aimes, é parte do grupo das primeiras mulheres a trabalharem em minas de ferro, em Minnesota. Os homens ficam ofendidos por terem que trabalhar com mulheres. Assim, trabalhadores das minas em Eveleth, submetem Josey a assédio sexual. Consternada com o fluxo constante de insultos, linguagem sexual explícita, e abuso físico, ela decide, apesar de ser advertida pela família e amigos, abrir uma histórica ação judicial contra assédio sexual.
 
Joy – O Nome do Sucesso:
Joy é uma jovem brilhante, mas leva uma vida pessoal extremamente complicada. Ela é divorciada e tem dois filhos. Seu ex-marido mora no porão de sua casa, enquanto sua mãe vive no andar de cima e passa o dia todo assistindo a novelas. E seu pai, divorciado de sua mãe há 17 anos, também vive na mesma casa. Criativa desde a infância, Joy inventa um esfregão de limpeza milagroso que se transforma em fenômeno de vendas e faz dela uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.
 
O Sorriso de Monalisa:
Katherine Watson é uma recém-formanda da UCLA que foi contratada, em 1953, para lecionar História da Arte na prestigiosa Wellesley College, uma escola só para mulheres. Determinada a confrontar valores ultrapassados da sociedade e da instituição, Katherine inspira suas alunas tradicionais, incluindo Betty e Joan, a mudarem a vida das pessoas como futuras líderes que serão.
 
Coco antes de Chanel:
Coco Chanel era uma jovem humilde com talento para costura e trabalhava como cantora em um bar. Sua vida muda quando ela se torna amante e conselheira de modas de um rico herdeiro. Cansada dos chapéus floreados, dos espartilhos apertados e metros de fita que definem a moda feminina, Coco usa as roupas de seu amante como ponto de partida para criar uma elegante e sofisticada linha feminina que a leva para o topo da costura parisiense.
 
Comer, Rezar, Amar:
Liz Gilbert pensa que ela tinha tudo que queria na vida: uma casa, um marido e uma carreira de sucesso. Porém recém-divorciada e de frente para um momento de mudança, ela se sente confusa sobre o que é importante em sua vida. Ousando sair da sua zona de conforto, Liz embarca em uma busca de auto-descoberta que a leva à Itália, à Índia e a Bali.
 
Frances Ha:
Frances se joga de cabeça em seus sonhos, mesmo que a realidade possível seja bem pobre. Ela quer muito mais do que tem e leva a vida com uma alegria inexplicável e muita leveza.
 
Livros:
 
Mulheres que correm com os lobos:
Através da interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos e La Llorona, a autora procura identificar o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. E propõe o resgate dese passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.
 
Quem tem medo do feminismo negro?:
Reúne um longo ensaio autobiográfico inédito e uma seleção de artigos publicados por Djamila Ribeiro no blog da revista Carta Capital , entre 2014 e 2017. No texto de abertura, a filósofa e militante recupera memórias de seus anos de infância e adolescência para discutir o que chama de “silenciamento”, processo de apagamento da personalidade por que passou e que é um dos muitos resultados perniciosos da discriminação.
 
Mulheres e Poder – Um Manifesto:
Uma das mais respeitadas e conhecidas historiadoras contemporâneas, Mary Beard escreve um verdadeiro manifesto feminista. Baseado em duas palestras proferidas por ela nos últimos anos, O poder das mulheres traça as origens da misoginia desde os tempos antigos e mostra que esse ódio continua tendo voz. A autora apresenta inúmeros exemplos de como as mulheres sempre foram proibidas de terem um papel de liderança na vida civil. De Medusa a Filomena (que teve a língua cortada) passando por Hillary Clinton, Angela Merkel e Dilma Rousseff, Mary Beard faz reflexões inclusive sobre a sua própria trajetória para discutir como o papel feminino precisa ser redefinido na estrutura de poder da sociedade atual. Mais um best-seller da autora de SPQR.
 
A Liberdade é uma luta constante:
O novo livro da ativista política Angela Davis reúne uma ampla seleção de seus artigos, discursos e entrevistas recentes realizados em diferentes países entre 2013 e 2015, organizados pelo militante dos direitos humanos Frank Barat. Os textos trazem reflexões sobre como as lutas históricas do movimento negro e do feminismo negro nos EUA e a luta contra o apartheid na África do Sul se relacionam com os movimentos atuais pelo abolicionismo prisional e com a luta anticolonial na Palestina. Além de sua reconhecida atuação política no combate ao racismo, Davis denuncia também o sexismo, demonstrando de forma muito objetiva a relação entre a violência contra a mulher e a violência do Estado.
 
O Segundo Sexo:
O segundo sexo foi publicado originalmente em 1949 e consagrou Simone de Beauvoir na filosofia mundial. A obra, no entanto, não ficou datada e tornou-se atemporal e definitiva. Este boxe traz a divisão original em dois volumes. No primeiro volume, a autora aborda os fatos e os mitos da condição da mulher numa reflexão fascinante. Já no segundo, Simone de Beauvoir analisa a condição da mulher em todas as suas dimensões: sexual, psicológica, social e política. Uma obra fundamental, que inaugurou um novo modelo de pensamento sobre a mulher na sociedade.
 
A Mística Feminina:
A ideia central do livro está na observação de que a mulher foi mistificada após a Crise de 1929 e mobilização para a Segunda Guerra Mundial, sendo considerada fundamentalmente como mãe e esposa zelosa. Assim, a educação da menina desde a infância não a estimulava a ser independente, mas a desenvolver habilidades apenas para se casar e viver em função dos filhos e do marido. Com o passar dos anos, a mulher se sentia frustrada e desenvolvia diversos distúrbios psicológicos que oscilavam da depressão ao consumismo.
 
Você é Incrível:
O livro Você é Incrível traz 30 cartões-postais lindamente ilustrados e com mensagens inspiradoras. Um livro feito por mulheres e para mulheres, para ler, refletir e se empoderar. Para destacar as páginas, enfeitar paredes e presentear as mulheres incríveis da sua vida!
 
Séries:
 
The Handmaid’s (O Conto de Aia):
Imagine um país em que as mulheres vivem suas vidas normalmente e, de uma hora para a outra, têm seus direitos revogados. Não podem mais trabalhar, nem votar. O dinheiro que tinham é confiscado, assim como todos os bens que elas possuiam. Ler é proibido, também. Tudo o que elas têm – e elas mesmas – passam a ser propriedade dos homens.
 
Orange is the New Black:
A série se desenvolve ao redor da história de Piper Chapman, que mora em Nova York e, é condenada a cumprir 15 meses numa prisão feminina federal por ter participado do transporte de uma mala de dinheiro proveniente do tráfico de drogas quando mais jovem a pedido da sua ex-namorada, Alex Vause, que é uma peça importante num cartel internacional de drogas.
 
Las Chicas del Cable:
Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como “garotas do cabo” (operadoras de telefonia) em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto embarcam em uma jornada em busca do sucesso.
 
How to Get Away With Murder:
É um eletrizante thriller de suspense, da produtora Shonda Rhimes (de Grey’s Anatomy e Scandal), sobre um grupo de ambiciosos estudantes de Direito e sua brilhante e misteriosa professora de defesa criminal, que se vê envolvida em uma trama de assassinato que vai agitar toda a universidade e mudar o curso de suas vidas.
 
Jessica Jones:
Jessica Jones traz um olhar afiado, com recortes de suspense, sobre a vida de uma das personagens mais populares da Marvel na última década, e sua maneira de enfrentar os demônios interiores e exteriores.
 
Documentários:
 
Period. End of Sentence (Absorvendo o Tabu):
Em uma aldeia rural nos arredores de Delhi, na Índia, as mulheres lideram uma revolução silenciosa. Elas lutam contra o estigma profundamente enraizado da menstruação. Por gerações essas mulheres não tiveram acesso a absorventes, o que levou a problemas de saúde e a meninas desaparecidas ou abandonadas por completo. Mas quando uma máquina de absorvente é instalada na aldeia, as mulheres aprendem a fabricar e comercializar suas próprias almofadas, capacitando as mulheres de sua comunidade. Eles nomeiam a marca “FLY” porque querem que as mulheres “subam”. Seu vôo é, em parte, possibilitado pelo trabalho de garotas do ensino médio a meio mundo de distância, na Califórnia, que arrecadou o dinheiro inicial para a máquina e começou uma organização sem fins lucrativos chamada “The Pad Project”.
 
Gaga – Five foot two:
É um documentário de 2017 sobre a cantora e compositora norte-americana Lady Gaga. O filme documenta eventos acerca da produção e do lançamento de seu quinto álbum de estúdio, Joanne, e da sua apresentação no intervalo do Super Bowl LI.
 
Vai Anitta:
Os bastidores da vida de Anitta, do seu dia a dia à produção de músicas e videoclipes.
 
Explicando – ep. Porque as mulheres ganham menos:
Hillary Clinton e Anne-Marie Slaughter falam sobre as normas culturais responsáveis pela desigualdade salarial entre homens e mulheres.

s;