RME representa Brasil novamente em conferência do W20

WhatsApp Image 2018-10-03 at 10.13.48

O W20, grupo associado ao bloco econômico G20, que apoia o desenvolvimento econômico das mulheres, reuniu em sessão privada as 65 delegadas internacionais para elaborar e assinar documento que será apresentado hoje, 3 de outubro, ao presidente da Argentina, Mauricio Macri, e que contém sugestões e recomendações para os mandatários do G20.
 
O grande desafio do W20 é o consenso relacionado com a diversidade da realidade das mulheres nos países do G20. Entre países com legislação especifica sobre a igualdade/equidade e países que ainda não asseguraram os direitos fundamentais para as mulheres, o grupo se estabelece como um espaço de discussão e diálogo aberto, em que se compromete a assegurar os direitos fundamentais para todas as mulheres. Nesta edição participaram 155 delegadas, entre elas Ana Fontes, fundadora da RME, representando o Brasil.
 

É a primeira vez que o W20 se reúne na região, contando com a presença de 19 das delegações participantes. Durante a manhã, as integrantes assistiram aos trabalhos desenvolvidos por organizações ao longo do ano, e à tarde redigiram o documento de recomendações.
 

O documento apresenta recomendações em torno de quatro eixos gerais: inclusão no mercado de trabalho; inclusão digital; inclusão financeira; e inclusão da mulher do campo. Este ultimo eixo foi adicionado pela presidência argentina do W20, e se reflete no documento de recomendações que, se consideradas, representarão benéficas mudanças para as mulheres do campo.
 
O documento de recomendações é o encerramento de um ano de trabalho no diálogo internacional, considerando centenas de organizações da sociedade civil e que representam as mulheres de todo o mundo. Cada um dos itens do documento do W20 foi aprovados em consenso pelas delegadas, assim como os assuntos que integraram os eixos gerais de trabalho.
 

Fonte: La Nacion

s;