rme_dia2_cam1-244 />

Compartilhando conhecimentos e iniciativas em prol do empoderamento feminino

Por Angela Flavia Zavattieri
 
O VII Fórum da Rede Mulher Empreendedora, que ocorreu nos dias 20 e 21 de setembro no Club Homs deu o que falar. Ana Fontes, responsável por este fenômeno que é a RME, reuniu neste evento sobre Diversidade e Inclusão mulheres incríveis, que dividiram seus conhecimentos e apresentaram iniciativas – como programas, campanhas e plataformas digitais – que visam o empoderamento e estão a disposição das mulheres.
 

Com uma riquíssima programação, tivemos no Palco Principal a presença de palestrantes como Susana Ayarza, Diretora de Marketing do Google; Nadine Gasman, Representante da ONU MULHERES no Brasil; Ana Paula Padrão, Jornalista, apresentadora de TV e empresária, idealizadora da ESCOLA DE VOCÊ (que visa o empoderamento das mulheres); Suzana Pires – atriz, roteirista, colunista da revista Marie Claire e Escritora. O segundo dia do evento foi encerrado com a presença de Luiza Trajano, presidente do conselho administrativo da Magazine Luiza, empresa eleita a segunda melhor do mundo para trabalhar.
 

Além das palestras, houve atividades no Espaço do Conhecimento, mentorias no Melhores Mentores, Espaço Cresça com o Google, com palestras sobre ferramentas digitais. Nesta última, o destaque vai para uma palestra especial sobre o Google Meu Negócio, uma ferramenta que coloca informações sobre o negócio gratuitamente no Google, com todas as especificações, fotos, telefone e até mesmo a localização no mapa. Este site facilita muito a divulgação de negócios, principalmente físicos.
 

Contarei um pouco sobre minha experiência como expectadora do palco principal, durante os dois dias:
 

Dia 20/09
 

Falando em Google, Suzana Ayarsa, falou sobre o papel da empresa em prol do empoderamento feminino. Este ano, foi lançado o WomenWill, programa para capacitar mulheres no uso das ferramentas do Google, visando fomentar o desenvolvimento tecnológico e pessoal das mulheres, principalmente no que tange ao mercado de trabalho. As interessadas podem se inscrever no site do Google, que seleciona as participantes de tempos em tempos.
 

Ana Paula Padrão contou no Talk Inspiração, sobre sua experiência de vida, tanto pessoal quanto profissional e como os “NÃOs” que recebeu na vida foram um estímulo desafiador para dar seus próximos passos. Ela mostrou que sua capacidade, força de vontade, determinação e, principalmente, competência sempre foram fatores determinantes para alcançar suas metas e superá-las.
 

Premiada e muito bem sucedida, a agora empresária, contou sobre a sua incrível trajetória na vida passando uma clara mensagem de que devemos nos dedicar ao que somos capazes de fazer, sempre nos capacitando para que o objetivo seja alcançado. Não deixar que um “não” seja algo que nos frustre, ou vete, mas sim algo que nos impulsione. O pensamento é: Creia em você e mostre do que é capaz.
 

Dia 21/09
 

Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres no Brasil, discursou sobre a importância da igualdade de gêneros para o desenvolvimento e crescimento das mulheres no mercado de trabalho, ganhando salários iguais aos dos homens que estejam na mesma função. Visando apoiar os direitos humanos e, portanto, também o ODS 5 – Igualdade de Gêneros, A ONU MULHERES criou o programa GANHA GANHA. O objetivo é empoderar mulheres, diminuindo desigualdades, e incentivar as mulheres a ocuparem cargos de chefia.
 

Nadine também chamou atenção para o aumento da participação do setor privado neste processo de mudança e falou sobre as barreiras enfrentadas por empreendedoras, como dificuldade de acesso a capital financeiro, humano, social e desafios sócio-culturais. Ela destacou que temos a nosso favor a criatividade e a diversidade, e como é importante entendermos o tipo de empresária somos.
 

Apontou a importância em formalizar nossos negócios, já que através do CNPJ têm-se a identidade, o que dá ao consumidor mais confiança em consumir tais produtos ou serviços.
 

A colocação de Nadine me fez prestar atenção com um outro olhar às palestras que se seguiram: “Que tipo de empresária nós somos?”. Refletindo sobre isso, pensei: “Que tipo de empresária posso ser?”. Eu só posso ser o que quiser, eventualmente bem-sucedida, se eu tiver autoconhecimento. Sabendo minha identidade, vou saber oferecer e desempenhar o melhor que posso para aqueles que desejo atender. A minha identidade, a minha essência, está no produto que entrego ao meu cliente. É através dela que eu irei detectar a dor do meu cliente, pois eu me identifico e desejo solucioná-la.
 

Suzana Pires, atriz, roteirista, colunista da revista Marie Claire e escritora, genuinamente engraçada e bem-humorada, chega e “PÁ”! Pronto! Nos acertou nos mostrando cinco perfis de mulheres, personagens as quais nós nos reconhecíamos, às vezes em mais de uma. Em cada uma das cinco personagens que montou, faltava algum destes elementos: motivação, apoio, iniciativa, segurança e planejamento. Essas lacunas podem ser prejudiciais para a vida pessoal e negócio da empreendedora.
 

A apresentação de Suzana demonstrou que se nós trabalharmos com mulheres diferentes, com outras características, podemos nos completar e assim nos tornarmos mais coesas. Fazer uma rede de relacionamentos, networking, faz parte do nosso sucesso. A nossa força é trabalharmos com o que é diverso da gente. É uma vantagem em prol de interesses em comum.
 

Fechando sua palestra, projetada em um slide, havia uma menina – a representação de nossa menina interior – aquela dos nossos primeiros sonhos. Apesar de todas as experiências que vivemos nas nossas vidas, coisas boas e ruins, que nos transformam, ainda esta lá aquela menina, com a sua primeira essência, com o olhar aberto para o mundo, sem medos, apenas sonhos e vida! Sob o olhar de Suzana, muito interessante, devemos voltar a saber quem é esta menina, juntar o que somos hoje com o que fomos ontem.
 

Encerrando o evento, Luiza Helena Trajano deu um show do que é ser uma empreendedora completa. Extremamente objetiva, dinâmica, antenadíssima e carinhosa, ela entende como ninguém a natureza de seu negócio, insere nele um valor humano grande e sabe da importância de seus colaboradores, mais ainda, da importância do propósito em seu negócio para ela e para eles. Como explica, o propósito é uma formação, a espinha dorsal de uma empresa. Extremamente focada ela diz “Aonde eu estou, eu estou inteira”!
 

Uma das coisas mais incríveis que tive a honra de testemunhar em sua apresentação é Luiza não só fala sobre empreendedorismo, como nos ensina, nos dá dicas, nos fala sobre sua trajetória, ela abre a cabeça das pessoas com ensinamentos de vida. Ela diz: “Enfrente o tombo como algo para ficar mais forte; é aprendizado. Sou inacabada, toda hora estou aprendendo”.
 

Antenada, Luiza falou sobre a importância do Marketing Digital e de como o empreendedor deve estar atento a este elemento para crescer. Dava para notar olhares reflexivos de algumas mulheres, que a fitavam como quem diz: “É verdade, eu preciso aprender como é isso. E logo”. Luiza é uma mulher inspiradora, não só por ser uma empreendedora de muito sucesso, mas por ser sempre nos passar uma mensagem de, “corre atrás, busca conhecimento; e aplica. Não espera, faz, mas se planeja”. Nos dava um incentivo com cada palavra. Luiza é uma aula de competência e generosidade. Sempre muito próxima ao falar conosco, antes de cada lição dizia: Gente”. Um modo carinhoso de conversar abertamente, em todos os momentos foi assim.
 

Dinâmica, atenciosa e acolhedora, cheia de iniciativas invadiu nossos corações com tantas lições de vida e de negócios.

s;