Mês da Mulher: CRP Mango e L’Oreal lançam portal “Para Mulheres na Ciência”

mulheres ciencia

Página divulga 13ª edição do prêmio organizado pela empresa de cosméticos em parceria com a UNESCO e a Academia Brasileira de Ciências
 

A ciência é a principal chave para superar os desafios da humanidade e do mundo. Por isso, há 13 anos, a L’Oreal, em parceria com a UNESCO e Academia Brasileira de Ciências, trouxeram para o Brasil o programa “Para Mulheres na Ciência”. Essa é a versão nacional do prêmio que já completa 20 anos internacionalmente, e já ofereceu mais de 3,5 milhões de reais em bolsa auxílio. Seu objetivo é incentivar e divulgar a participação das mulheres nas profissões científicas, buscando ampliar essa participação. A CRP Mango, consultoria em soluções para marketing digital, desenvolveu um novo portal em português, para divulgar a premiação.
 

A CRP Mango oferece soluções de desenvolvimento de projetos completos de marketing e comunicação em novas mídias e plataformas digitais. Com esse projeto, eles vêm oferecer mais visibilidade à mensagem da premiação, contribuindo para que ela cresça ainda mais. O site conta com publicação de notícias relacionadas ao tema, agenda do prêmio, histórico de vencedoras e perfil do júri. Além disso, o portal transformou o processo de inscrição e avaliação dos projetos em algo 100% digital.
 

A proposta é transformar o panorama da ciência, favorecendo o equilíbrio de gêneros no cenário nacional e global, dentro do universo de pesquisa e desenvolvimento científico. “Essa é uma ação de extrema importância, não só pelo reconhecimento, mas para uma mudança de mindset geral. O lugar da mulher é fazendo ciência, e por isso temos muito orgulho de fazer parte desse projeto”, afirma Valesca Pereira, Diretora de Atendimento da CRP Mango.
 

Na edição brasileira, anualmente, são escolhidas sete jovens cientistas e pesquisadoras de diversas áreas para serem contempladas com uma bolsa de investimentos em sua pesquisa. Já são 82 ganhadoras. “Sabemos que o Brasil ainda investe pouco em pesquisa acadêmica, e essa bolsa pode significar uma importante ajuda no desenvolvimento do próprio país”, completa Valesca. Nacionalmente, a bolsa é de 50 mil reais por ganhadora.
 
A importância do prêmio é tanta que ajuda a trazer holofotes a pesquisadoras promissoras, sendo que duas delas já chegaram a ganhar o prêmio Nobel posteriormente, as Dras. Ada Yonath e Elizabeth Blackburn. Para conferir as ganhadoras desse ano e se informar sobre inscrições, basta acessar https://www.paramulheresnaciencia.com.br.

s;