Mulheres empreendedoras discutem os desafios da economia colaborativa no centro de São Paulo

unnamed (3)

No dia 22/03, o Red Bull Station realiza bate-papo mediado por Eliane Dias com participação de produtoras de feiras independentes que fazem sucesso na cidade
 
 No dia 22 de março (quinta-feira), o Red Bull Station recebe uma roda de conversa sobre novos caminhos para a economia em grandes centros urbanos, tendo como pano de fundo as feiras de produtoras independentes de São Paulo. Além de conectar o consumidor aos pequenos produtores, esse recém-restabelecido modelo de consumo também ajuda a incentivar o comércio justo, a sustentabilidade e a democratização dos espaços da cidade.
 

À frente de algumas das principais feiras independentes de São Paulo, as produtoras Flávia Durante (do bazar PopPlus), Maria Clara Villas (da Feira Polvo) e Ana Laura Castro (da Maternativa) debaterão alguns aspectos que permeiam essa nova tendência de consumo consciente: desde a produção e comunicação até as dificuldades de adentrar em cenários pouco explorados ou formas de elevar o modelo de feiras independentes para além do consumo propriamente dito.
 

“Mulher gosta muito de dividir suas experiências e é compartilhando-as que nós aprendemos mais e incentivamos outras mulheres a fazer o mesmo. Esse incentivo é um passo importante para quem já teve a ideia, mas nunca teve coragem de colocá-la em prática”, diz Flávia Durante, empresária que está à frente do bazar PopPlus há seis anos, voltado ao mercado de moda plus size.
 

Quem mediará o encontro é a também empresária Eliane Dias, que hoje gerencia a carreira dos Racionais MC’s e comanda a produtora da banda, chamada Boogie Naipe.
 

SERVIÇO:


 

BATE-PAPO “MULHERES, ECONOMIA CRIATIVA E FEIRAS INDEPENDENTES”
 

Data: 22/03/2018, quinta-feira, às 20h
Local: Red Bull Station (auditório)
Endereço: Praça da Bandeira, 137, Centro, São Paulo.
Tel.: 3107-5065.

 

Ingressos grátis via Red Bull Tickets (www.redbullstation.com.br) a partir de 05/03.
 

Sobre as palestrantes
 

Flávia Durante

 

Flávia Durante, 41 anos, é comunicadora, DJ e empresária nascida em São Paulo e criada em Santos. Desde 2012 produz 4 vez por ano em São Paulo o Pop Plus, feira de moda e cultura plus size, com média de 60 empreendedores e cerca de 12 mil pessoas por evento. Ao longo destes 5 anos tem desmistificado conceitos e conselhos que mulheres (e homens também) vem ouvindo há décadas em relação à moda. É criadora da empresa Cena Pop Eventos Criativos, por onde, além do Pop Plus, produz eventos como o Baile do Bowie e o Carnaval Latino.
 

Maria Clara Villas

 

Maria Clara Villas é um dos tentáculos da POLVO, feira de exposição em São Paulo para produtores independentes que reúne centenas de pessoas sempre em um lugar diferente da cidade. Especialista em Arte, Mídia e Cultura, também atua como curadora de conteúdo e videomaker.
 

Ana Laura Castro

 

Ana Laura Castro é pedagoga e articuladora cultural. Graduada em Pedagogia com especialização em tecnologia, atuou como professora, dedicando-se à educação vinculada à tecnologia, economia criativa e artes, na rede ItsNoon. Mãe do José, ela é sócia-fundadora da rede Maternativa – uma rede com o propósito de transformar a relação entre mães e o mercado de trabalho.
 

Sobre a mediadora


 

Eliane Dias
 

Apesar de entrar no mercado formal de trabalho aos 14 anos, já trabalhava de forma informal. É Advogada, Empresária, Palestrante, Colunista da revista digital “Bem Estar” e empreendedora musical, o que lhe conferiu o prêmio “Womens’ Music Event Awards”. Atualmente faz MBA em Gestão de Negócios na Fundação Getúlio Vargas, vislumbrando um novo nicho no empreendedorismo. Ao lado de três sócios (um deles seu companheiro), criou a produtora Boogie Naipe — que foi pensada a princípio para cuidar apenas da carreira de Mano Brown, mas acabou tomando proporções maiores. Hoje a produtora pertence apenas ao casal e há algum tempo, é responsável pela consolidação da carreira de Mano Brown e dos grupos Racionais, RZO e 5pra1. Desde 2011, o grupo tem um trabalho voltado para o empoderamento e visibilidade das mulheres negras, que ainda são invisibilizadas no contexto das desigualdades racial e de gênero no Brasil.
 

Fonte: Divulgação

s;