conexões />

O Poder das Conexões

Por Geisa Mourão
 
Acredito que cada um de nós nasce com um chamado ou tarefa (ou vários) a serem cumpridos. Quando prestamos atenção nesses “clicks”, o início é meio conflitante. Várias vozes de reprovação insistem em não se calar. São nossos “gremlins” que insistentemente nos dizem: “Quem você pensa que é pra tentar algo novo?”
 
Pois bem, era assim que encontrava-me em Janeiro de 2017 quando fui até o Consulado Brasileiro em Genebra numa exposição de quadros da artista Leca Araujo. Não sei exatamente o “porquê”, mas lá chegando, interagi com vários convidados. Quatro mulheres me chamaram a atenção, pela firmeza e brilho nos olhos nos quais expunham seus projetos ou simplesmente do jeito que se conectavam com a plateia. Quando associamos o trabalho a um propósito maior, grandes insights são desencadeados. Foi isso o que ocorreu naquela noite gelada em Genebra. Senti-me totalmente inspirada em colocar para fora todas as criações que suplicavam para serem desengavetadas. E nessa relação de inspiração e não comparação, percebo o seguinte:
 
“Quando nos exercitamos em conectar com nosso Melhor, ver o outro realizando seu sonho é motivador. Pois já imaginamos a dificuldade de “chegar lá” e nos alegramos por ela ou por ele não ter desistido. Já quando estamos longe de essência mais criativa – o que muitos chamam de nosso lado Luz – nos comparamos, sentimos inveja e até raiva. Pois de um jeito inconsciente, o outro está nos mostrando como estamos paralisados e cheio de desculpas para não tentar”.
 
Colocar todas as ideias para fora de um jeito organizado e claro não foi – e não é – nada fácil. Porém, ter a coragem de tentar dar o primeiro passo é algo mágico e o Universo parece que vai nos mostrando o “Como”. Quando idealizava uma plataforma de autodesenvolvimento, suporte e comunicação entre Mulheres Brasileiras na Suíça não tínhamos nada. Compartilhando pouco a pouco e engajando amigas e amigos mais próximos, criamos o primeiro Encontro Oxitocinas em 2017 para 90 mulheres aqui em Vevey – Suíça. Juntas, estudamos, divertimo-nos; trocamos experiências com 3 profissionais de áreas diferentes que falaram sobre Mudanças. Todas voluntárias, pois também acreditavam no poder das conexões. Era uma espécie de TedTalks ( conferência via internet de 20 minutos dedicada a ideias que merecem ser compartilhadas) com mais interação corpo a corpo.
 
Depois de algo realizado com sucesso. A responsabilidade de continuidade da excelência ou da melhoria contínua é ainda maior e pra ser bem honesta não tinha a mínima ideia do que fazer em 2018. A única certeza que tinha era que seria necessário, até o final de 2017, criar um curso baseado num livro que usava com clientes particulares de Coach, sobre o “Poder do Hábito”- de Charles Duhigg. Assim fizemos. Com uma linguagem simples passamos as úlltimas descobertas sobre Hábitos da Neurociência, Neurologia e outras áreas para todos.
 
Com tantas coisas novas em 2017, cheguei ao final do ano exausta e precisava de colo e aconchego. Pela primeira vez deixei marido e nossos filhos adolescentes e fui tentar um tempo só pra mim. Aproveitei o convite para um workshop em Minas Gerais e lá fui eu recarregar as baterias junto às minha raízes. Mesmo com o kit “culpa” que parece acompanhar todas nós mulheres quando tentamos fazer algo “só” para nós, lá fui eu.
 
A força das conexões e dos encontros agiram novamente. Uma amiga querida presenteou-me com um livro “Você é Incrível” – um livro de bolso, tipo cartões postais com uma linda ilustração e um conteúdo impecável. Tocava fundo tanto aquela mulher que teve acesso ao mundo acadêmico, até aquela que não teve as mesmas oportunidades. Encantei-me. O livro era pura “Oxitocinas” – hormônio do amor, da empatia…e por aí vai. Depois fui conhecer melhor o projeto: A Editora MOL de São Paulo publicou, a rede de joalheria Pandora utiliza suas lojas como ponto de venda para o livro e o lucro é revertido para a RME – Rede Mulher Empreendedora. (Querendo conhecer mais esse exemplo de economia colaborativa: http://bit.ly/2mDkweo)
 
Quer uma corrente séria e do bem mais inspiradora?
 
Conseguimos patrocínio para trazermos 300 unidades do livro “Você é Incrível” que serão distribuídos no encontro presencial da Oxitocinas 2018 – aqui na Suíça dia 8 de Junho e em Liechtenstein dia 16, também Junho. E a paixão à primeira vista ao projeto, levou-me a conhecer mulheres que acreditam na mesma força da conexão que eu. Outra dose de grande inspiração com a turma da editora MOL, com os grupos de Mulheres do Brasil, Rede Mulher Empreendedora e Mulheres de Impacto de Minas. É muita gente boa com trabalho anos-luz na nossa frente, e como diz um dos valores do Grupo de Mulheres do Brasil: “não queremos reinventar a roda”. Concordo em gênero, número e grau. O que queremos por aqui também é conhecer boas práticas e replicá-las onde estivermos.
 
Pra finalizar, só posso contar que voltei pra casa (aqui na Suíça) com overdose de oxitocinas! Morrendo de saudades do marido, com toda paciência e amor renovados para lidar com filhos adolescentes e cheia de ideias para realizar o OXITOCINAS 2018 cujo tema será: A Coragem de Ser Quem Você Nasceu para Ser”. E tudo isso porquê consegui dar alguns passos como uma formiga, trabalhando conexões simbióticas – aquelas em que todos ganham. Até meus gremlins ( vozes críticas e julgadoras) entraram nessas conexões. Abracei-os e os convidei: Vamos juntos, Moçada!
 
Agora só falta o patrocínio do transporte para fazer chegar esse projeto delicioso que é o “Você é Incrível” até nossa Oxitocinas 2018. Temos aqui fora ( brasileiras morando no exterior) nossos vários Brasis convivendo muito de perto. E quanto mais pudermos compartilhar aprendizado, experiências, educação, melhor para todas, todos, nós!
 
E viva as conexões!
 
Geisa Mourão é profissional de Desenvolvimento Humano/ Coaching de Negócios & Vida/ Coaching de Equilíbrio Energético

s;